Blog oficial do Centro Cultural Nhô-Quim Drummond - Casarão

Blog oficial do Centro Cultural Nhô-Quim Drummond - Casarão - Praça Tiradentes - Sete Lagoas/MG. Informações: (31) 3772-3878

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Projeto 5ª na Praça tem mais uma edição

5ª na Praça tem atrações para toda a família

Nesta quinta-feira (10), a Praça Tiradentes é novamente palco do já tradicional Projeto 5ª na Praça, com apresentações artísticas, gastronômicas e recreativas. Para marcar essa edição, o show fica por conta da dupla musical Sulamita e Igor.

Com a proposta de oferecer à população um espaço agradável e familiar, incentivando todas as expressões culturais, o 5ª na Praça acontece a cada mês, das 17h às 23h.

Venha participar e traga familiares e amigos. Mais informações: Centro Cultural "Nhô-Quim Drummond", pelo telefone (31) 3772-3878.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Lançamento do Projeto Literata 2011

 O escritor Fernando Sabino é o grande homenageado da principal festa literária de Sete Lagoas.

Com apoio da Prefeitura de Sete Lagoas e da Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Social, a Iveco promove, entre os dias 23 e 26 de novembro, a segunda edição da festa literária de Sete Lagoas, a Literata. O grande homenageado deste ano será Fernando Sabino, escritor mineiro consagrado por obras como “O Encontro Marcado”, “O Homem Nu” e “O Grande Mentecapto”, e que vão inspirar temas de discussões literárias, palestras, mesas-redondas, oficinas, exposições e apresentações diversas, para públicos de todas as idades.  E também pelo segundo ano a Prefeitura recebe a festa literária no principal espaço da cidade voltado à cultura, o Centro Cultural Nhô-Quin Drummond (Casarão), na Praça Tiradentes.

O lançamento da Literata 2011 foi realizado na última quarta-feira (19), na Galeria Myralda, pelo diretor de Comunicação da Iveco, Marco Piquini, o secretário municipal de Cultura e Comunicação Social, Fredy Antoniazzi, e o jornalista e escritor Humberto Werneck, responsável pela curadoria do evento. “Escolhemos Sete Lagoas para a realização do Projeto Literata porque é a cidade mais importante para a Iveco. Entendemos que uma grande empresa não deve pensar somente em geração de renda, mas principalmente deve ter compromisso e projetos sociais que envolvam a comunidade e contribua para seu crescimento”, afirmou o diretor da empresa patrocinadora da Literata.

O secretário Fredy Antoniazzi explicou que a Prefeitura e a secretaria municipal apoiam e divulgam a realização desta segunda edição para que os sete-lagoanos tenham a oportunidade de conviver com a literatura e alguns dos mais importantes e atuais escritores do cenário nacional. “A Literata vem de encontro ao desejo de todos de ampliação do campo de consumidores da boa literatura. O gosto pela leitura é a base para a formação de nossa cidadania. Através desse contato com o universo literário, acontece o amadurecimento das pessoas como cidadãs de suas próprias comunidades e do mundo”.

Os organizadores da Literata acreditam que a obra de Fernando Sabino tem um apelo popular extremamente forte, que permite a abordagem de todas as suas vertentes artísticas, nos debates sobre a prosa, poesia, ficção, inclusão digital, teatro  e música. O evento tem a chancela da Iveco, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), e a realização da Via Comunicação e da Quarteto Filmes.

Já confirmaram presença nesta Literata os escritores Luiz Fernando Veríssimo, João Paulo Cuenca, Fabrício Carpinejar, Paulo Roberto Pires, Ivan Ângelo, Fernando Paixão e Sérgio Rodrigues. A programação deste ano deve repetir o sucesso da primeira edição, que homenageou Guimarães Rosa e reuniu mais de 3 mil pessoas nos debates e atividades paralelas.


Luiz Fernando Veríssimo

Paulo Roberto Pires

Ivan Ângelo

Fabrício Carpinejar

João Paulo Cuenca

Prefeitura traz o jornalista Lucas Figueiredo a Sete Lagoas

 Lucas Figueiredo lança o livro Boa Ventura! no dia 24 de outubro e fala sobre os 200 anos da corrida do ouro no Brasil


A Prefeitura de Sete Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Social, traz à cidade o jornalista e escritor Lucas Figueiredo, para o lançamento do livro: Boa Ventura! – A corrida do ouro no Brasil (1697-1810) – A cobiça que forjou um país, sustentou Portugal e inflamou o mundo, da Editora Record.

Vencedor dos prêmios Esso (2007, 2005 e 2004), Jabuti (2010), Vladimir Herzog (2009 e 2005), Imprensa Embratel (2005) e Folha (1997), Lucas Figueiredo vem a Sete Lagoas pela primeira vez para lançar seu quinto livro na Casa da Cultura Francisco Timóteo Pereira, no dia 24 de outubro, às 19h.


Com uma descrição minuciosa de personagens e situações históricas, Boa Ventura! faz a reconstituição  do século em que a corrida do ouro no Brasil provocou avassalador impacto nas Américas, na África e na Europa. Lucas Figueiredo lança mão de um texto sedutor, além da pesquisa rigorosa, para tecer uma narrativa de aventura sobre a exploração da maior reserva de ouro até então conhecida no planeta, com cerca de 1.000 toneladas do metal precioso depositadas praticamente à flor da terra.

De jornalista a escritor – Formado na PUC Minas em 1991, Lucas Figueiredo começou o jornalismo em um jornal comunitário. Três anos depois, começou a trabalhar no jornal Folha de São Paulo, em sua sucursal de Brasília, onde ficou até 2001, quando mudou para a sede do jornal em São Paulo. Foi na Folha de São Paulo que Lucas Figueiredo descobriu a ligação do Esquema PC Farias com a máfia italiana, o que resultou em sua primeira aventura literária.

O jornalista lançou em 2000 seu primeiro livro, o best-seller Morcegos Negros, também pela editora Record, obra que foi fruto de apurações anteriores sobre escândalos e corrupção no governo Collor, o impeachment do ex-presidente e o Esquema PC Farias. O livro foi lançado sem nenhuma pretensão comercial, mas acabou lançando Lucas Figueiredo na lista dos melhores jornalistas escritores do país.

A história do serviço secreto brasileiro, dos governos de Washington Luís a Lula, foi a base da investigação que durou sete anos e resultou no segundo livro de Lucas Figueiredo, Ministério do Silêncio, em 2005 (Prêmio Vladimir Herzog / menção honrosa / categoria Livro-reportagem).

Em sua terceira obra, O Operador (2006), o jornalista aponta como – e a mando de quem – Marcos Valério trabalhou para os partidos PSDB e PT e inventou o valerioduto.

O quarto e último livro antes de Boa Ventura!, traz os bastidores da guerra entre defensores e opositores da ditadura militar que comandou o Brasil de 1964 a 1985. Olho por Olho narra a última batalha dessa guerra, que foi travada por dois livros: Brasil: Nunca Mais — de denúncia sobre a tortura praticada pelas Forças Armadas — e o nunca publicado Orvil, a resposta do Exército, sobre a guerrilha e o terrorismo de esquerda. Com essa obra, Lucas Figueiredo foi vencedor dos prêmios Jabuti 2010 (2º lugar/categoria Reportagem) e Vladimir Herzog 2009 (1º lugar/categoria Livro-reportagem).

SERVIÇO
Debate com Lucas Figueiredo, autor de Boa ventura! – A corrida do ouro no Brasil (1697-1810).
Dia: 24 de outubro
Horário: 19h
Local: Casa da Cultura, avenida Getúlio Vargas, 91, Centro.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

1º Workshop da Educação Infantil das escolas municipais

Trabalhos artísticos das crianças de diversas escolas municipais estarão expostos na Casa da Cultura até o dia 31 de outubro

A Prefeitura de Sete Lagoas e a Secretaria Municipal de Educação realizaram, nesta quinta-feira (20), a abertura do 1º Workshop da Educação Infantil das Escolas Municipais, com o tema: “A educação infantil e a pluralidade cultural”. O workshop conta com trabalhos artísticos realizados pelos alunos das escolas sete-lagoanas, que ficarão em exposição na Casa da Cultura Francisco Timóteo Pereira até o próximo dia 31.



Durante a cerimônia de abertura, as crianças realizaram apresentações de música, teatro e poesia para seus familiares, professores, a secretária municipal de Educação, Rosângela Flister, e servidores da Câmara Municipal e da Secretaria de Educação. Rosângela Flister destacou a importância desse trabalho cultural com as crianças de Sete Lagoas: “A pluralidade e a diversidade cultural é o nosso maior patrimônio. Repassando isso para nossas crianças, somos capazes de realizar um grande passo no processo educacional delas e isto só é possível graças à participação de todos que estão aqui envolvidos”.

A Diretora do Departamento de Ensino da Secretaria Municipal de Educação, Rúbia Carla de Souza, lembrou que a valorização do trabalho realizado pelos alunos é de grande importância em seu processo educativo. "Para ensinar uma criança, é necessário passar por etapas de ensino que, ao serem vencidas, geram desenvolvimento e aprendizado para as crianças. A realização desse workshop é a prova de que as escolas municipais estão conseguindo isso".

Serviço:
1º Workshop da Educação Infantil das Escolas Municipais de Sete Lagoas
Local: Casa da Cultura Francisco Timóteo Pereira (avenida Getúlio Vargas, 91, Centro)
Data: Até o dia 31 de outubro
Horário de visitação: 8:30h até 17:30h

Crédito das Fotos: Quin Drummond/Comunicação – Prefeitura de Sete Lagoas

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

"Escândalo!" na Casa da Cultura

Elenco da peça (foto acima) e o ator Gustavo Gomes, que também assina o texto da peça da Cia Teatral Arte Cínica.

A Casa da Cultura Francisco Timóteo Pereira, em Sete Lagoas, apresenta a peça “Escândalo!”, da Companhia Teatral Arte Cínica. Nesta segunda e terça (17 e 18), “Escândalo!” encena o apelo oportuno à sociedade, que clama por soluções efetivamente concretas em relação à juventude marginalizada, e leva o público à reflexão.

Com texto de Gustavo Gomes e direção de Bené Quintão, as personagens de “Escândalo!” terão gradativamente seus segredos descortinados, revelando histórias de seres humanos repletos de devaneios, a oscilarem dramaticamente entre gestos sensíveis e atitudes cruéis.

A peça encenada pelos atores Ângela Ribeiro, Gustavo Gomes, Gustavo Munich, Júlio Gomes e Márcia Flávia, com participação especial da cantora Neusa Almeida, reflete ainda o julgamento preconceituoso do submundo das drogas e da prostituição, tratado com uma veemência que destaca despudor sempre oculto pelos guetos da criminalidade.


SERVIÇO
Peça teatral “Escândalo!”
Dias e horários: 17 e 18 de outubro, às 20h
Local: Casa da Cultura (avenida Getúlio Vargas, 91, Centro)
Informações: (31) 8704-6402

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Prefeitura organiza festival de Blues na Feirinha de Sete Lagoas

O evento será na Praça da Feirinha, nesta sexta-feira (14), a partir das 19h

A Prefeitura de Sete Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Social, vai realizar a 4ª Edição do Horizonte Blues Festival. O Festival, que tem apoio do Route 66 Pub, traz os shows das bandas Black Bone Blues Rock e Blues in Vain, ambas de Belo Horizonte. Apesar de ser a quarta edição do Horizonte Blues Festival, é a primeira vez que o evento acontece em Sete Lagoas, e será na Praça Dom Carlos Carmelo Mota (Praça da Feirinha), na sexta-feira (14), a partir das 19h.



O Festival quer incentivar o público a conhecer a história deste ritmo musical, que é um dos mais consagrados do planeta, e seu legado cultural. O secretário municipal de Cultura e Comunicação Social, Fredy Antoniazzi, ressaltou a importância do blues no cenário cultural mundial. “Se no Brasil o samba é a matriz musical da nossa música, para os americanos o blues cumpre esse papel. Ambos os ritmos tem raízes africanas e o blues influenciou o surgimento de vários estilos musicais, como o jazz, rock and roll e o soul music. O objetivo do Horizonte Blues Festival é levar essa cultura musical tão importante para os amantes da boa música aqui em Sete Lagoas. A Feirinha dessa sexta-feira está imperdível”, ressaltou.

Para mais informações, acesse o site do Horizonte Blues Festival, horizontebluesfestival.com.br/. A entrada para o festival é franca.

SERVIÇO
Horizonte Blues Festival
Local: Praça Dom Carlos Carmelo Mota (Praça da Feirinha) – Centro
Data: 14 de Outubro
Horário: 19 horas

Foto: O Horizonte Blues Festival será na Praça da Feirinha nesta sexta-feira
Crédito: Divulgação

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Galeria Myralda recebe exposição de Max Gemperlé








A Prefeitura de Sete Lagoas, por meio da secretaria municipal de Cultura e Comunicação Social, convida a todos para prestigiarem a exposição “Para: Max Gemperlé”, que reúne obras de acervos: público e particular.

Max Gemperlé nasceu em 5 de abril de 1961, em Belo Horizonte. Seu pai é de origem suíça e sua mãe nasceu em Moeda, Minas Gerais.  Em entrevista ao Jornal Sete Dias, em 28 de maio de 1992, o artista se define como “um estrangeiro em todo lugar”. Ele dizia que no Brasil era estrangeiro por causa da aparência e na Europa, por causa da língua e do comportamento.

Apesar de ter nascido em Belo Horizonte, Max Gemperlé adotou Sete Lagoas como sua “terra mãe”, vivendo na cidade por muito tempo e iniciando aqui sua carreira artística. A exposição das obras será em memória ao artista, que faleceu em 1º de dezembro de 1994.

De acordo com Dmtrius Cotta, curador da Galeria Myralda, a palavra que melhor define a obra de Max Gemperlé é sensibilidade. “Nesta mostra, procurou-se colocar – lado a lado – algumas perspectivas referenciais de sua obra plástica, que representa o olhar de uma Nova Era. Acredita-se que seria nesse mesmo espaço que o desenrolar de sua obra acontece”.

Para saber mais sobre Max Gemperlé, é só acessar o blog http://maxgemperle.blogspot.com. No site você encontra mais informações sobre o artista e suas obras. 

SERVIÇO
Exposição: “Para: Max Gemperlé”
Dias: 11 de outubro a 5 de novembro
Local: Galeria Myralda / Casa da Cultura Francisco Timóteo Pereira (Avenida Getúlio Vargas, 91, Centro)
Horário: 8h às 17h30, exceto finais de semana e feriados

Prefeitura organizou a Festa de Nossa Senhora do Rosário no Casarão





A Prefeitura de Sete Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Social, realizou na última sexta-feira (7) a Festa de Nossa Senhora do Rosário, no Centro Cultural Nhô Quim Drummond (Casarão).


A Guarda do Congo do Casarão se apresentou durante a festa, que também teve procissão até o Museu Histórico, oração a Nossa Senhora e hasteamento das bandeiras do Brasil, de Minas Gerais e de Sete Lagoas.


José Roberto de Souza integra a Guarda do Congo do Casarão e foi um dos organizadores da festa. Para ele, o culto a Nossa Senhora do Rosário é de extrema importância para o cenário cultural do município. “O congado foi a primeira manifestação cultural de Sete Lagoas. Poder comemorar o dia de Nossa Senhora do Rosário com esse belo evento é muito gratificante. Temos de lutar para que tradições como essa nunca desapareçam”, afirmou.


Nossa Senhora do Rosário é padroeira das Guardas dos Congadeiros e Moçambique. A origem da festa está na vitória do exército turco na Batalha de Lepanto que ocorreu no dia 7 de outubro de 1571. A vitória dos turcos foi atribuída à intervenção de Nossa Senhora, invocada mediante a reza do Rosário.


Nair Catarina Carvalho esteve presente no Casarão e afirmou que participa da festa todos os anos. “Esse dia é muito importante para Sete Lagoas. A dança da Guarda do Congo do Casarão é uma festa bonita que faz parte da tradição folclórica da cidade”, explicou.


Confira mais fotos da festa no endereço eletrônico www.flickr.com/photos/prefeiturasetelagoas/sets/72157627840019938

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Festival da Alegria na Lagoa Boa Vista


 Prefeitura, secretaria municipal de Esportes e TV Alterosa trazem tradicional evento para Sete Lagoas, em comemoração ao Dia das Crianças

No próximo sábado, dia 8 de outubro, em parceria com a TV Alterosa Centro Oeste, a Prefeitura de Sete Lagoas, por meio da secretaria municipal de Esportes e Lazer (SMEL), traz para a cidade o Festival Alterosa da Alegria 2011. O evento acontecerá na Lagoa da Boa Vista, de 13h às 17h, em comemoração ao Dia das Crianças.

Os organizadores têm expectativa da participação de aproximadamente 5 mil pessoas no Festival da Alegria, entre crianças, jovens e adultos. O evento será uma grande festa com oficinas de artes, teatro, dança, cama elástica, brinquedos gigantes, quadra de futebol de sabão, corte de cabelo para as crianças, oficinas para ficar em dia com a saúde, além da participação especial dos palhaços Pimpão e Fumaça. As crianças poderão brincar sem pagar nada e ainda participar de sorteio de brindes.

5ª na Praça especial no dia 6



Evento acontecerá na Praça Tiradentes, com atração gratuita para toda a família


O Projeto 5ª na Praça será realizado nesta quinta-feira, 6 de outubro. É a sexta edição do projeto neste ano.

Com atrações gratuitas de música, artesanato, gastronomia e recreação, o projeto terá uma edição especial, com início às 18h, na Praça Tiradentes, em frente ao Centro Cultural Nhô-Quim Drummond (Casarão).

O 5ª na Praça é uma realização da Prefeitura de Sete Lagoas, através da Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Social.

Casa da Cultura tem exposição de alunos de escolas municipais

A mostra, que faz parte do projeto “Cada olhar, cada ponto de vista, um significado”, vai até o dia 17 de outubro.


Os trabalhos artísticos de alunos do 5º ano de escolas municipais de diversos bairros de Sete Lagoas ganharam uma exposição na Casa da Cultura Francisco Timóteo Pereira. A mostra, que começa nesta terça-feira (4) e vai até o dia 17, faz parte do projeto “Cada olhar, cada ponto de vista, um significado” – uma realização da Prefeitura de Sete Lagoas, por meio da secretaria municipal de Educação, e com o apoio da secretaria municipal de Cultura e Comunicação Social.


Os jovens artistas elaboraram pesquisas pedagógicas e visitaram pontos turísticos da cidade, o gabinete do prefeito Mário Márcio Maroca e a secretaria municipal de Educação, para realizarem seus trabalhos. Dessas atividades foram produzidos trabalhos escolares, textos, portifólios, fotos, maquetes e artesanato.


Eloise Guimarães Almeida, pedagoga responsável por coordenar o projeto, afirma que teve o objetivo de interação entre o campo e a cidade, entre a escola, a história, a cultura, o meio ambiente e os costumes da nossa região. “Através de um trabalho interdisciplinar e articulado, os alunos adquirem e vivenciam novos conhecimentos sobre o patrimônio natural, histórico, cultural e arquitetônico; e desenvolvem o respeito, a valorização e o cuidado com o lugar em que vivem”.



Escolas da exposição:
Adélia Figueiredo (Lontra)
Alfredo Pereira de Souza (Barreiro de Baixo)
América Cheles Fernandino (Morro Redondo)
Aurete Pontes Fonseca (Fazenda Velha)
Francisca Ferreira de Avelar (Barreiro de Cima)
Professor Teixeira da Costa (Tamanduá)
Mestre Herculano (Riacho do Campo)
Pedro Chaves (Fazenda Nova)
Regina Vitalino Botelho (Silva Xavier)
Renato Teixeira Guimarães (Estiva)
Virgílio Pacheco (Lontrinha)


SERVIÇO
Exposição “Cada olhar, cada ponto de vista, um significado”
Dias: 4 a 17 de outubro
Local: Casa da Cultura Francisco Timóteo Pereira (avenida Getúlio Vargas, 91, Centro)
Horário: 8h às 17h30

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Prefeitura traz Projeto Estação Cemig para Sete Lagoas

Evento traz música, diversão e show de mágica para a população do bairro Nova Cidade e região


Com apoio da Prefeitura, através da secretaria municipal de Cultura e Comunicação Social, o projeto Estação Cemig acontecerá em Sete Lagoas. O evento será no próximo sábado, dia 1º de outubro, na avenida Prefeito Alberto Moura (Perimetral), bairro Nova Cidade, às 20h, trazendo mágica, música e muito mais. Uma das atrações do Estação Cemig é o show de ilusionismo do mágico Gandra, que além de se divertir com as mágicas, o público é convidado a participar das brincadeiras.

Os artistas da cidade também têm oportunidade de mostrar o seu talento, pois o evento deixa o microfone aberto para apresentações de músicos locais. Para encerrar a noite, a Banda Caravelas apresenta um espetáculo musical com o melhor da música brasileira, em ritmos variados.


O Estação Cemig se caracteriza por levar uma proposta alternativa às comunidades, colaborando ainda mais com as atividades culturais desenvolvidas na cidade. O Espetáculo acontece em um caminhão-palco, que proporciona ao público uma visão privilegiada do evento, sem perder o caráter alegre e circense do projeto.


Para participar do evento, é só comparecer na avenida Prefeito Alberto Moura (Perimetral), bairro Nova Cidade, às 20h. A entrada é franca.

195º Serão Poético de Sete Lagoas




O Clube de Letras de Sete Lagoas e a Prefeitura Municipal, através da secretaria de Cultura e Comunicação Social, realizarão neste sábado (1º de outubro), às 20h, o 195º Serão Poético. O evento, que tradicionalmente acontece no primeiro sábado de todo mês, será realizado na Casa da Cultura Francisco Timóteo Pereira, na orla da Lagoa Paulino.



O 195º Serão Poético fará uma homenagem ao Dia das Crianças e de Nossa Senhora de Aparecida, padroeira do Brasil, que é comemorado oficialmente no dia 12 de outubro. A professora Marisa da Conceição Pereira, presidente do Clube de Letras de Sete Lagoas, explica que será realizada a Ciranda Poética, quando as crianças vão proclamar diversos poemas, incluindo alguns de sua autoria. “A Ciranda Poética será uma grande atração nesta edição. A Ciranda revela valores mirins da literatura sete-lagoana. Ver essas crianças declamar poemas é muito satisfatório. Além disso, também deve chamar atenção a ‘Contação de Causos’, com apresentação do ator Tiago Amador Abreu da Silva, da Companhia PreQaria de Teatro”, diz a presidente do Clube de Letras.



O Serão Poético também realizará uma homenagem ao Dia do Professor, comemorado no dia 15 de outubro. Participarão da 195ª edição os professores Margareth Melgaço de Oliveira e Clarindo de Assiz Lima Júnior.


O 195º Serão Poético acontecerá na Casa da Cultura, na avenida Getúlio Vargas, 91, Centro. A entrada é franca.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

UMA VALSA PARA TRÊS - dias 24 e 25 de setembro




A Casa da Cultura Francisco Timóteo Pereira, em Sete Lagoas, apresenta UMA VALSA PARA TRÊS, um espetáculo de dança com o bailarino e coreógrafo Marcos Miranda, direção de Alan Keller, baseado num livro de poesias de Elder Mourão, que narra o encontro imaginário do autor com a pintora mexicana Frida Kahlo e o dramaturgo francês Antonin Artaud. Coprodução da PreQaria Companhia de Teatro, esse delírio literário é transposto em coreografias e como no título do livro, acredita ser possível uma valsa a três, reunindo Elder, Frida e Artaud nos gestos de Marcos Miranda.

Em participação especial o próprio autor declama seus versos, pontuados pela trilha sonora que harmoniza a música do russo Igor Stravinski com sons primitivos e eletrônicos, além de canções brasileiras e os vocais emocionados de Mercês Bertoldo.

Os figurinos de Maria Laura Maciel, a direção de arte de Hernandes de Oliveira e a direção de cena de João Valadares, compõem um mosaico harmonioso, que transbordam emoção para o corpo que dança "procurar a vida", como profetizou o gênio Kazuo Ohno.

O conceito deste espetáculo procura as improvisações da dança contemporânea misturados aos movimentos da dança afro e do balé clássico. Intérprete e diretor querem agregar essas influências para que nesse século 21 se continue a pensar numa dança brasileira, uma busca constante e necessária da cena artística de nosso país. Um corpo que está experimentando as várias possibilidades da proposta estética de poesia e dança, força e silêncio, palavra e música, está a procura de uma outra ação entre a técnica e a estética e o eterno desafio à compreensão, porém um desafio muito construtivo, para a arte contemporânea de nossa dança.

UMA VALSA PARA TRÊS
Espetáculo de dança baseado no livro “Uma valsa para três”, de Elder Mourão
Coprodução da PreQaria Companhia de Teatro
Interpretação e Coreografia: Marcos Miranda
Participação Especial: Elder Mourão
Idealização do Projeto: Fredy Antoniazzi
Trilha Sonora: Alan Keller e Mercês Bertoldo
Figurino: Maria Laura Maciel
Produção Executiva: Elke Rezende
Direção de Arte: Hernandes de Oliveira
Direção de Cena: João Valadares
Direção Geral: Allan Keller


SERVIÇO
Espetáculo de dança UMA VALSA PARA TRÊS
Dias e horários: sábado (24) às 21h; e domingo (25) às 19h
Local: Casa da Cultura (avenida Getúlio Vargas, 91, Centro)
Informações: (31) 9753-5577

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Preservação do patrimônio cultural em debate

Terceiro dia da Jornada Mineira do Patrimônio Cultural em Sete Lagoas debateu a relação entre desenvolvimento econômico e a preservação


O debate “Patrimônio preservado acende a economia” marcou o terceiro dia da III Jornada Mineira do Patrimônio Cultural em Sete Lagoas, na última quarta-feira. Mediado pelo secretário municipal de Cultura e Comunicação Social, Fredy Antoniazzi, o debate foi realizado na Casa da Cultura e contou com a participação de Marília Machado, Diretora de Promoção do Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Arquitetônico de Minas Gerais (IEPHA/MG) e Rogério Stockler, Diretor da Organização de Defesa do Patrimônio Cultural (ODEPAC/MG).



De acordo com Fredy Antoniazzi, o objetivo do debate era mostrar que é possível Sete Lagoas realizar um desenvolvimento econômico sem acabar com seu patrimônio. “Criamos esse debate hoje para discutir com a cidade essa conservação do patrimônio histórico e cultural. Não podemos perder as construções históricas no processo de crescimento urbano. Queremos mostrar que é impossível uma cidade se desenvolver sem a sua memória” afirmou o secretário.


Marília Machado falou sobre o patrimônio histórico e cultural de um município. “Patrimônio histórico e cultural é a soma de identidade, personalidade, diferentes grupos, do habitat e das realizações de uma comunidade. Esse patrimônio não é feito somente de bens materiais. Uma grande característica de Sete Lagoas é a horizontalidade do município. Acredito que preservar isso é fundamental”, disse a diretora do IEPHA.


Mônica Peixoto, professora de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário UNIFEM, destacou a importância do debate para seus alunos do curso de Engenharia Ambiental. “Para uma cidade se desenvolver, ela precisa manter a sua memória. Meus alunos estudam muito sobre a qualidade ambiental e urbana que também abrange a preservação do patrimônio histórico e cultural. Dessa forma, é fundamental participar de um debate como esse”.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

III Jornada Mineira do Patrimônio Cultural


 
A Prefeitura de Sete Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Social, com o apoio do Conselho Municipal de Patrimônio Cultural (COMPAC), realiza na próxima semana a III Jornada Mineira do Patrimônio Cultural.

Entre os dias 12 e 16 de setembro, a Jornada terá uma programação repleta de atrações, como debates, manifestações artísticas, exposições, além do lançamento, no primeiro dia, do Plano Diretor para Equipamentos Patrimoniais.

Fredy Antoniazzi, secretário municipal de Cultura e Comunicação Social e presidente do COMPAC, explica que a Prefeitura e a Secretaria Municipal cumprem a função de órgãos públicos que zelam pela preservação de nosso patrimônio histórico e, junto ao IEPHA, realizam a Jornada do Patrimônio Cultural. “A realização da terceira edição tem a intenção de esclarecer a população sobre a necessidade de preservamos não só o patrimônio arquitetônico de Sete Lagoas, mas também o objetivo de ampliar a nossa percepção sobre a nossa história e nossa memória”, afirma o secretário municipal.

A terceira Jornada Mineira comemora os 40 anos do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Arquitetônico de Minas Gerais (IEPHA), com o tema “Quando a minha história conta a história de todos”. Com realização em várias regiões do Estado, a Jornada tem o objetivo de fazer com que as instituições culturais e os municípios mineiros reflitam sobre o papel e a atuação dos diversos agentes responsáveis pela promoção e valorização do patrimônio cultural em suas comunidades, contribuindo para a construção da história social e a preservação da memória local.


PROGRAMAÇÃO DA III JORNADA MINEIRA EM SETE LAGOAS

12/09 (segunda-feira)

  • Café para o lançamento oficial do “Plano Diretor dos Equipamentos Patrimoniais”, realizado com recursos do Fundo Estadual de Cultura e da Prefeitura, através da empresa MGTM.

  • Entrega da cartilha de educação patrimonial “300 anos da Sesmaria das Sete Lagoas” para as escolas da cidade, com a presença do secretário municipal de Educação, Fernando Campos Abreu Júnior.

  • Apresentação de alunos da Escola Municipal de Artes Musicais.

Locais: Centro Cultural Nhô-Quim Drummond (Casarão) e Museu Histórico Municipal
Horário: 9h


13/09 (terça-feira)

  • Projeto “Matando as Saudades”, com projeção de fotos históricas da cidade e bate-papo com personalidades da história cultural de Sete Lagoas.

Convidados: Gilson Matos e Geraldo Tchó.
Mediador: Cláudio Diniz, historiador e diretor dos Museus de Sete Lagoas.

Local: Museu do Ferroviário
Horário: 19h


14/09 (quarta-feira)

  • Debate “Patrimônio preservado acende a economia” – Como a preservação do patrimônio arquitetônico revaloriza os imóveis e potencializa o turismo da cidade.

Convidados: Marília Machado – Arquiteta, Urbanista e Diretora de Promoção do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Arquitetônico de Minas Gerais (IEPHA/MG)

Rogério Stockler de Mello – membro do Conselho Estadual de Patrimônio Cultural de Minas Gerais (CONEP) e Diretor da Organização de Defesa do Patrimônio Cultural (ODEPAC/MG)

Mediador: Fredy Antoniazzi – Secretário de Cultura e Comunicação Social de Sete Lagoas e Presidente do Conselho Municipal de Patrimônio Cultural (COMPAC)

  • Abertura da Exposição Fotográfica - Sete Lagoas Preservada

Local: Casa da Cultura Francisco Timóteo Pereira
Horário: 9h30 às 12h


15/09 (quinta-feira)

  • Edição especial do “Projeto Arte Quinta na Praça – Sete Lagoas conta a sua História.”

  • Exposição da Pinacoteca Sete-lagoana com obras de artistas da cidade e região e exposição de fotos antigas.

  • Apresentação da Banda União dos Artistas

Local: Praça Tiradentes
Horário: 18h30


16/09 (sexta-feira)

  • Apresentação de dança do Projeto Africanidades, com alunos da Escola Municipal Francisca Ferreira de Avelar.

Local: Museu do Ferroviário
Horário: 10h

  • Apresentação da Guarda de Congo do Casarão, composta de integrantes de guardas de congo e Moçambique de Sete Lagoas.

Local: Centro Cultural Nhô Quim Drummond (Casarão)
Horário: 14h